20 de agosto de 2009

Suplício...


Ó gelo malvado que me arrefeces
Leva esse frio para outro lugar
Ó fogo maldito, tanto me aqueces
No inferno esperas tu pra me queimar.

Vivo eu a arder ou mesmo a congelar
Não vês Superior que assim me enlouqueces?
Quem pensas Tu que estás a enganar?
Esmaga minha alma, vê se não Te esqueces!

Faz-me sofrer mais, pois sei que mereço,
Não me queixarei, é o meu destino!
Talvez seja o fim deste recomeço!

E se assim sou, é já de menino
Dá-me maior dor, isso eu Te peço,
Manda vir a mim teu monstro felino...

ASS: Diferente

16 Comentários:

Blogger Memória de Elefante disse...

agora tenho certeza que a alma é epidérmica,sente frio e calor! bravo!!!!

20 de agosto de 2009 às 15:33  
Blogger Carlos Gonçalves disse...

Gelo que me arrefecias quando o meu corpo era ardente, sol que me aqueces agora que o meu corpo arrefenta...
Frio e calor nas ardências da vida!

Um abraço.

Carlos Gonçalves

20 de agosto de 2009 às 16:04  
Blogger Abraço-te disse...

Extremo Suplicio...

Abraço-te

20 de agosto de 2009 às 16:12  
Blogger Francisco Vieira disse...

Grande Soneto, oh Vizinho...
Quem escreve assim...
Aquele abraco

20 de agosto de 2009 às 23:26  
Blogger 007BONDeblog disse...

Diferente

Boa noite

Beleza de poesia, ardentes e fortes versos.

Um abraço

21 de agosto de 2009 às 01:56  
Anonymous Anónimo disse...

é lindo... mas dói de ver tanta dor... sinais de tumulto silenciado...

21 de agosto de 2009 às 04:02  
Blogger Graça Pereira disse...

É uma oração ou conversa com Deus ,lindissima!Primeiro, a revolta: dás-me isto, quando eu sinto aquilo; depois, a aceitação mas com o pedido que Ele acabe com o sofrimento!
Muito humano e por isso, dorido,
Valeu a pena esperar estes dis por si. Um abraço Graça

21 de agosto de 2009 às 07:39  
Blogger O Profeta disse...

Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
Ausente do incontido abraço
Ausente das palavras felizes
Envolto em nuvem escura no espaço

Não me queres dizer o rumo
Que leva ao teu terno coração
Não me queres abrir as portas
Da cor vibrante da paixão?



Bom fim de semana

21 de agosto de 2009 às 23:48  
Blogger Ademerson Novais disse...

cada um texto mais belo quanto o outro cara....é sempre bom vir aqui neste teu cantinho....


Ademerson Novais de Andrade

22 de agosto de 2009 às 02:34  
Blogger Sonia Schmorantz disse...

Que neste final de semana se faça calor, que o frio fique só nesta linda poesia
abraços

22 de agosto de 2009 às 08:33  
Blogger Miguel Ribeiro disse...

A alma é quem sofre mas o coração é que nos mata.
Obrigado pelo blog, compreendo e identifico-me. Bom fim de semana

22 de agosto de 2009 às 19:40  
Blogger Bya.moon disse...

O que é dor...chegaste ao amor...olhe!!
Abraços

26 de agosto de 2009 às 01:30  
Blogger Graça Pereira disse...

Passei para deixar um bj e votos de um bom fds Graça

28 de agosto de 2009 às 18:09  
Blogger *_Clave de Sol_* disse...

Bela poesia! Forte e que chega cá dentro ;)

30 de agosto de 2009 às 23:52  
Blogger Quase nos 50 disse...

Estranho.
Um conflito em palavras.
Um abraço

31 de agosto de 2009 às 22:16  
Blogger Silvy disse...

Bonito...

2 de setembro de 2009 às 12:26  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial