9 de fevereiro de 2010

Sentença da Lua


Porque exiges tanto de mim, ó Lua?
Não queres mais ser minha companheira?
Todos de mim fogem por ordem tua!
Não mais eu arranjarei quem me queira.

Amante minha foste tu primeira,
De onde veio esse ódio que em ti actua?
És capaz de me enviar prá fogueira…
Divago eu sozinho pela rua!

És a única luz que me ilumina,
Caminho cego sem tua presença
Castigo escuro que me contamina!

Mas não abandono esta minha crença!
Meu interior assim o determina…
Negarei com força a tua sentença!


ASS: Diferente

16 Comentários:

Blogger Miguel disse...

Aceitar com descrença tudo o que a vida já não nos quer dar? Não, certamente, mesmo quando tudo parece conspirar contra nós, mesmo a Lua, essa, que um dia foi de todos nós por algum momento fonte de inspiração. Há momentos, imensos, em que é preciso nadar contra a corrente.

9 de fevereiro de 2010 às 14:20  
Blogger Francisco Vieira disse...

Concordo com o comentario anterior e reforco que pata a frente é que é o caminho :-)

Abracos

9 de fevereiro de 2010 às 20:17  
Blogger MM - Lisboa disse...

Não vale desanimar!!! Força!

9 de fevereiro de 2010 às 20:21  
Blogger direitinho disse...

A Lua poderá ter influência, mas não determina as decisões finais.
Não há nada que o amor não vença e que a persistência não convença

10 de fevereiro de 2010 às 05:41  
Blogger Abraço-te disse...

Não será a lua
Que impeça que a vontade seja tua!!!
Só tu podes caminhar
Os comentários são só para te animar!!!

Abraço-te

10 de fevereiro de 2010 às 13:53  
Blogger Sonhadora disse...

Lindo poema..nostalgico, mas lindo.

Beijos
Sonhadora

10 de fevereiro de 2010 às 18:53  
Blogger dor@ disse...

Gosto muito da tua poesia...toca fundo na alma...

13 de fevereiro de 2010 às 16:10  
Blogger Ana Paixão disse...

Eu, ás vezes, também me lembro de si. Principalmente por ter sido o único professor que adora Ornatos Violeta como eu, ahah. E aquela música - Borbuleta - quando a oiço é certo.

E estou com dez a História, já agora. VOLTE LÁ PARA CÁ, POR FAVOR! lol

15 de fevereiro de 2010 às 15:00  
Blogger serpai disse...

Siempre me es gratificante recorrer el mundo de los blogs… y encontrar algunos como el tuyo. También tengo la esperanza que alguna vez pueda verte por el mío, que también se escribe en portugués, sería como compartir esta pasión por escribir que une a tantas personas y en tantos lugares...

Sergio

18 de fevereiro de 2010 às 00:03  
Blogger intervalo disse...

Que faz as almas dos poetas,diante da Lua,renova a crença e segue enfrente.Sempre linda tuas palavras,linda poesia.
beijoss.Lia...

22 de fevereiro de 2010 às 00:31  
Blogger Laurita disse...

Olá querido amigo, para a frente é o caminho, porque o passado nos fustiga se assim deixarmos. Beijos

Diferente olha p'rá lua
E ouve o que te quer dizer
E vê que essa imagem tua
Desenha nas pedras da rua
Um passado p'ra esquecer.

Beijos

25 de fevereiro de 2010 às 00:16  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Obviamente que há momentos em que se
desacredita de tudo, mas são apenas
momentos.
Bom fim de semana. beijinhos/Irene

26 de fevereiro de 2010 às 10:41  
Blogger sideny disse...

Ola

Gostei de conhecer o seu blog.
Muito interessante.
Espero que nao se importe de voltar mais vezes.

Bom fim de semana para si

26 de fevereiro de 2010 às 21:17  
Blogger ♥Meu eu♥ disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

28 de fevereiro de 2010 às 14:46  
Blogger ♥Meu eu♥ disse...

Lindo poema adorei entrar aqui e conhecer teu blog ta de parabéns....

28 de fevereiro de 2010 às 14:49  
Blogger Felipe disse...

Sou um eterno apaixonado pela Lua. Tenho alma de poeta e o teu poema minha alma tocou. Quisera eu ter vosso talento. Um abraço, poeta.

3 de março de 2010 às 22:27  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial